15 de maio de 2018

A mudança de rotina para o idoso

Quem tem um idoso na família sabe que, normalmente, eles são teimosos por natureza… pelo menos essa é a fama que eles criaram…
A verdade é que todos nós vamos criando hábitos no decorrer das nossas vidas e, de fato, vamos nos acostumando e porque não dizer, nos acomodando dentro das nossas atividades diárias. Então imagine você, há 50 anos, fazendo as mesmas coisas e chega alguém tentando convencê-lo de mudar? Difícil, não?!? Ainda mais se for algo que não seja prazeroso ou divertido.

Muitos filhos, por exemplo, nos procuram para inscrever seus pais e mães em alguma atividade, seja ela física, por orientação médica, ou de lazer, apenas com o objetivo de tirá-lo de casa ou de socializar. Mas a verdade é que muitos filhos não conseguem nem traze-los conhecer a atividade, seja ela qual for. O discurso do idoso é sempre muito semelhante: “eu não preciso” ou “é muito caro”, ou ainda “não quero te dar trabalho”… Mas no fundo, eles não querem mudar sua rotina…

Mas a verdade é que a mudança de rotina é saudável em muitas fases da vida… Existem inclusive estudos que indicam que ela, por si só, pode auxiliar na prevenção de demências cognitivas, como o Mal de Alzheimer. Mudar o caminho que se faz para ir ao trabalho, alterar a forma de cozinhar um prato, ou até mesmo a maneira de escovar os dentes (com a mão esquerda, por exemplo), são mudanças cotidianas que podem ser benéficas à nossa saúde no nosso processo de envelhecimento.

Então imagine os benefícios que um idoso que nunca praticou uma atividade física poderia adquirir se passasse a participar de um grupo de ginástica – obviamente, adequado para sua idade e respeitando suas limitações e necessidades? Além dos benefícios da atividade física em si, que todos já conhecemos, ao alterar sua rotina os benefícios serão ainda maiores!
Isso serve também para uma atividade cognitiva ou artística, por exemplo, como uma aula de Pintura ou um Coral! Que além de desafiar o cérebro para uma nova atividade, oferece um momento de sociabilização e de distração muito gostoso! Ainda mais para o idoso que tende a se isolar socialmente, ficando muito tempo em casa, sozinho e sem fazer nada ):

Portanto, se você tem um idoso em casa, tire um tempinho para incentivá-lo a fazer algo diferente, e tente mostra a ele o quanto isso pode ser diferente e, ao mesmo tempo, divertido!
Afinal de contas, bem estar não tem idade (:

Veja outros posts

15 de abril de 2015

Meu primeiro neto

Ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro….. Muitos de nós vivenciamos estas três situações. Mesmo não tendo escrito um livro, com certeza escrevemos poemas, histórias,contos em alguma fase …

8 de novembro de 2017

Asilo, casa de repouso ou centro-dia?

Muitos de nós ainda nos sentimos desconfortáveis com a ideia de um ente querido ir morar em um “asilo”. Isso justifica-se, a começar pelo próprio significado que encontramos quando procuramos …

3 de março de 2016

Alzheimer e outras demências

O envelhecimento da população, como já discutimos no texto anterior deste blog, está em um caminho crescente. Junto à ele torna-se inevitável, a diminuição de algumas funções cognitivas de indivíduos …