7 de dezembro de 2016

Alongamento

A prática do alongamento é um assunto que gera dúvidas em praticantes de todas as idades. Quando, como e quantas vezes por semana ele deve ser realizado são as principais questões. A verdade é que, como qualquer outra atividade física, ela deve ser realizado regularmente, ao menos duas vezes por semana e, a quantidade de exercícios – que é o vai determinar o tempo de duração da atividade – vai depender do seu objetivo!

Alongamento x Flexibilidade
Antes de tudo vamos esclarecer algumas nomenclaturas. Alongamento e flexibilidade não são sinônimos e sim, complementos.
Por definição alongamento é uma forma de exercício físico que se destina a distender os músculos; enquanto flexibilidade “é a qualidade física que condiciona a capacidade funcional das articulações a movimentarem-se dentro dos limites ideais de determinadas ações”(TUBINO,1984).
Exemplificando, a prática de exercícios de alongamento muscular (alongamento) vai provocar uma melhora na sua flexibilidade (capacidade física). Todos nós temos flexibilidade, o nível dela é proporcional à quantidade de alongamento que realizamos!

Formas de praticar o alongamento e melhorar a flexibilidade
Há diversas maneiras de promover o alongamento muscular. Atividades em grupo, individuais, sozinho ou sob orientação de um professor de Educação Física ou fisioterapeuta (vale ressaltar que a orientação é muito importante até que você compreenda bem o movimento, para então realizar sozinho). Vamos lá:

Aulas de alongamento (em grupo ou individuais): as aulas de alongamento em grupo são gostosas porque, além de se exercitar você pode fazer amizades e sociabilizar. Já as aulas individuais são mais indicadas para aqueles mais tímidos, ou que tenham alguma limitação maior que exija uma maior atenção do professor.

aula-_de_alongamento

Exercícios básicos: são aqueles que “todo mundo sabe fazer” que, normalmente, conseguimos executar sozinhos. O principal cuidado aqui é ter a certeza de estar executando de maneira correta. Para isso, você pode contratar um professor para, primeiramente te ensinar e, depois pode pedir para ele montar um “plano de exercícios” para que você possa fazer em casa sozinho!

exercicio

Pilates (solo ou com aparelho): o Pilates nada mais é do que um método desenvolvido para fortalecer e alongar a musculatura do seu praticante. Além disso, ele condiciona o praticante a se concentrar em sua respiração e no alinhamento da postura durante todo o movimento executado. É uma excelente opção para aumentar a sua flexibilidade e ainda melhorar seu condicionamento físico, como um todo!

pilates

Alongamento e terceira idadee
Quando falamos do público idoso, o alongamento é uma excelente opção de atividade física. Isso porque trata-se de exercícios sem impacto – o que protege as articulação, que, normalmente, já estão mais comprometidas – e cuja intensidade é baixa, podendo ser realizado por qualquer indivíduo!
Os benefícios são inúmeros: a melhora na amplitude dos movimentos e das articulações, além da melhora na consciência corporal resultam na diminuição de dores e no aumento da confiança para realizar atividades diárias, gerando uma maior autonomia, independência e auto estima.

Texto escrito por Alessandra Nunes Lanzoni Privado – professora de Educação Física e Sócia da Vivere Bene – atividades para terceira idade.

Veja outros posts

1 de setembro de 2014

Dia do Profissional de Educação Física

O dia do professor de Educação Física nos faz refletir um pouco sobre a profissão. Ser Professor de Educação Física é gratificante por poder realizar o seu trabalho com pessoas …

25 de outubro de 2017

Dor ciática

Sabemos que o envelhecimento vem acompanhado de certas “dores” indesejadas… A dor ciática, ou dor no nervo ciático, é uma das mais comuns entre os idosos. Isso acontece porque, com …

19 de julho de 2017

Terapia Artística

A Terapia Artística é fundamentada na visão artística, médica e terapêutica ampliada pela Antroposofia, ciência espiritual fundada por Rudolf Steiner no início do século XX. É um método de conhecimento …