16 de maio de 2017

Labirintite

Para entendermos o que é a Labirintite temos que, primeiro, compreender o que é o labirinto.
Diferente do labirinto que conhecemos, pela definição de “um conjunto de percursos intrincados criados com a intenção de desorientar quem os percorre”, o labirinto que causa a tão temida Labirintite trata-se de uma parte do nosso corpo, bem dizer, do nosso ouvido.

O Labirinto é a região da orelha interna ligada à audição, ao equilíbrio e à percepção da posição do corpo, que tem o formato de um “caracol”.
A sua porção posterior é a responsável por fornecer nossa noção de equilíbrio, pois é nela que estão as células nervosas que informam a posição da cabeça em relação ao corpo.

A Labirintite é, portanto, causada por uma afecção do labirinto, atingindo e prejudicando as suas principais funções como a audição e o equilíbrio.

O envelhecimento é uma das causas da labirintite e, por isso, ela é tão comuns entre idosos. Mas são inúmeros os fatores que podem desencadear as crises de labirintite, entre os mais comuns estão:
– processos inflamatórios ou infecciosos;
– alimentação com ingestão excessiva de açúcar;
– doenças neurológicas e disfunções hormonais;
– stress e ansiedade.

Os sintomas mais comuns da doenças são: tontura ou vertigem, zumbido, náuseas, dores de cabeça, desequilíbrio, perda de audição de um dos ouvidos.

Quando estiver em crise, procure ambientes sem barulho, faça massagens circulares na região da nuca e das têmporas, e procure deitar de lado. Além disso, são atitudes benéficas para o tratamento da labirintite:
– evitar alimentos ricos em sal, cafeína e açúcar, como o chocolate, o café e refrigerantes;
– ingerir bastante líquidos;
– não fumar nem ingerir bebidas alcoólicas;
– praticar atividades físicas;
– tratamentos medicamentosos (*mediante orientação médica)

Sempre busque orientação médica para o tratamento de qualquer doença e mantenha hábitos de vida saudáveis! Afinal de contas, bem estar não tem idade!

Veja outros posts

14 de janeiro de 2016

Resistência do Idoso

Escutamos muita gente por aí dizendo que seu avô é muito cabeça-dura e teimoso, que sua avó só vai sempre nos mesmos lugares e que não gosta muito de mudar …

20 de novembro de 2014

O Mal de Parkinson

A doença de Parkinson, mais conhecida como Mal de Parkinson foi diagnosticada, pela primeira vez, no início do século XIX. Por definição, trata-se de uma doença neurológica, que provoca degeneração …

27 de fevereiro de 2019

Estimulação cognitiva para idosos: como funciona e para que serve.

O envelhecimento da população é um fenômeno mundial, fruto de inúmeros avanços, sociais, tecnológicos e científicos. Este processo engloba mudanças morfofisiológicas, psicológicas e socioculturais que afetam significativamente as áreas cognitivas …