11 de maio de 2017

Mãe

Qual a melhor parte de ser mãe?

Inúmeras seriam as respostas e todas carregadas de emoção, alegrias e muito amor. E também de lembranças de renúncias, dúvidas, sacrifícios, mágoas, sentimentos estes que pouco importam quando após anos de dedicação, nos deparamos diante de pessoas justas, capazes e felizes – NOSSOS FILHOS
Eu, particularmente tenho duas respostas para o questionamento proposto acima.
Acredito que depois que os filhos se tornam adultos a melhor parte de ser ser mãe é “DEIXAR DE SER MÃE” E GANHAR UM AMIGO.
E o melhor – um amigo que pode nos dar um presente espetacular – OS NETOS

Chega então a segunda melhor parte de ser mãe – SE TORNAR AVÓ
Nos despimos de tanta exigência e preocupações e nos enchemos mais ainda de carinho, atenção e compreensão.
Por vezes parece que nossa única responsabilidade e vê-los felizes quando estão conosco.
Temos mais capacidade e tempo de ouvir, compreender e aconselhar- a vida nos ensinou isso.
E a nossa capacidade de dar carinho parece se multiplicar diante de pedidos que por vezes negamos aos nossos filhos (com o objetivo de educá-los e prepará-los para o mundo).Por isso muitas vezes escutamos :”Quando eu era criança você não me deixava fazer isso.”
Mas nós avós, sem querermos desautorizar os pais, só abrimos pequenas exceções, que agora sabemos que não atrapalharão a formação de seu caráter e nem distorcerão seus valores como seres humanos.
Colocamos no dia a dia destes pequenos, uma colher de afeto com um pouquinho mais de açúcar e depositamos em seus corações a certeza de que poderão contar conosco quando quiserem.

Veja outros posts

24 de julho de 2017

O que meu avô significa pra mim

Em homenagem ao dia 26 de julho, Dia dos Avós, pedimos para algumas pessoas descreverem em poucas palavras o que seus avós significam pra si. Percebemos que apesar da diferença …

25 de outubro de 2016

A dança na terceira idade: Socializando!

A dança, quando entrou na minha vida, me trouxe conhecimento. Não falo de conhecimento de passos apenas, mas principalmente de autoconhecimento. Observei que dançar ia além de movimentar uma parte …

27 de dezembro de 2016

Oficina Literária, por elas

Nossas alunas Sônia e Maria Emília, orientadas pela psicóloga Regina Célia Celebrone, nos permitiram replicar aqui no nosso blog um pouquinho do que elas produziram nas aulas de Oficina Literária …