1 de março de 2017

Quaresma

A Quaresma é um período de 40 dias que antecede a Páscoa Cristã. Durante este tempo, os fiéis preparam-se para a celebração da festa pascal, que comemora a ressurreição e a vitória de Cristo depois dos seus sofrimentos e morte.
Esta preparação é feita por meio de jejum, abstinência de carne, mortificações, caridade e orações.

A quarta-feira de cinzas
A quarta-feira das Cinzas marca o início da Quaresma, dia especialmente penitencial, em que os cristãos manifestam o desejo pessoal de conversão a Deus. A imposição das cinzas é um convite a percorrer o tempo da Quaresma como uma imersão mais consciente e mais intensa no mistério pascal de Jesus, na sua morte e ressurreição, mediante a participação na Eucaristia e na vida de caridade

Porquê 40 dias?
O número de quarenta dias tem um significado simbólico-bíblico: quarenta são os dias do dilúvio, da permanência de Moisés no Monte Sinai, das tentações de Jesus.
Guiados por esse tempo e pelas práticas – como que guiados por uma bússola –, buscamos os tesouros da fé para crescer no seguimento de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Reflexão do Papa Francisco sobre a Quaresma
“A Quaresma é um novo começo, uma estrada que leva a um destino seguro: a Páscoa de Ressurreição, a vitória de Cristo sobre a morte. E este tempo não cessa de nos dirigir um forte convite à conversão: o cristão é chamado a voltar para Deus «de todo o coração» (Jl 2, 12), não se contentando com uma vida medíocre, mas crescendo na amizade do Senhor. Jesus é o amigo fiel que nunca nos abandona, pois, mesmo quando pecamos, espera pacientemente pelo nosso regresso a Ele e, com esta espera, manifesta a sua vontade de perdão (cf. Homilia na Santa Missa, 8 de janeiro de 2016).
A Quaresma é o momento favorável para intensificarmos a vida espiritual através dos meios santos que a Igreja nos propõe: o jejum, a oração e a esmola. Na base de tudo isto, porém, está a Palavra de Deus, que somos convidados a ouvir e meditar com maior assiduidade neste tempo. Aqui queria deter-me, em particular, na parábola do homem rico e do pobre Lázaro (cf. Lc 16, 19-31). Deixemo-nos inspirar por esta página tão significativa, que nos dá a chave para compreender como temos de agir para alcançarmos a verdadeira felicidade e a vida eterna, incitando-nos a uma sincera conversão.”

Seja qual for a sua crença, a Quaresma pode servir como um período de reflexão e compaixão!

Veja outros posts

13 de março de 2017

Idoso em Curitiba

Seja para um morador da cidade ou um turista, Curitiba oferece muitas opções para pessoas idosas que queiram se distrair, se exercitar ou apenas apreciar belas paisagens. Além de suas …

4 de maio de 2016

A melhor mãe do mundo

Quando eu era criança eu costumava dizer que eu tinha a melhor mãe do mundo, ou ainda, a melhor mãe do universo e da Via Láctea… Um certo dia, um …

27 de maio de 2015

MODA NA TERCEIRA IDADE

O mundo da moda , principalmente a feminina, está constantemente oferecendo novidades para o público consumidor. Porém houve um tempo em que as ” senhoras de 40 anos” já não …