27 de fevereiro de 2019

Estimulação cognitiva para idosos: como funciona e para que serve.

O envelhecimento da população é um fenômeno mundial, fruto de inúmeros avanços, sociais, tecnológicos e científicos. Este processo engloba mudanças morfofisiológicas, psicológicas e socioculturais que afetam significativamente as áreas cognitivas do cérebro, influenciando diretamente assim, na autonomia e na rotina dos idosos.

Idosos “mais idosos”

Além do envelhecimento populacional após os 60 anos, observa-se também, uma expansão de idosos mais idosos, ou seja, pessoas acima dos 80 anos, o que nos mostra uma nova realidade. Com o passar dos anos, em geral, há uma diminuição das funções cognitivas nos idosos, incluindo dificuldades de memorização e atenção, diminuição da velocidade de processamento da informação e de resolução de problemas. No que diz respeito à área cognitiva, o declínio cognitivo ocorre como um aspecto normal do envelhecimento.

Funções cognitivas

Quando pensamos em cognição, nos vem a cabeça apenas a palavra “memória”. Entretanto, existem diversas outras funções do nosso cérebro que devem ser estimuladas a fim de manter uma boa saúde mental, são algumas delas:

  • memória
  • atenção
  • linguagem
  • percepção
  • funções executivas

Um bom convívio social e relações interpessoais saudáveis, influenciam diretamente no estilo de vida de cada indivíduo, servindo como fatores de cuidado no declínio cognitivo. Aspectos como atividades físicas, encontro com amigos, cultura, lazer e bom convívio familiar podem funcionar como proteção às funções cognitivas do idoso.

Oficina de Memória

Aqui na Vivere Bene, disponibilizamos turmas em que trabalhamos com E.C. (Estimulação Cognitiva), para prevenção e diminuição deste declínio. Estudos realizados evidenciam que o cérebro humano, mesmo nos idosos, pode sofrer modificações e são passíveis de serem ativados através de estímulos externos, comprovando que, intervenções cognitivas podem e devem ser aplicadas em qualquer fase do desenvolvimento humano. Estas intervenções, tem como principais objetivos:

  • dar autonomia ao idoso
  • aumentar sua qualidade de vida
  • conservar ao máximo as funções cognitivas
  • diminuir a ansiedade causada pelas perdas
  • aumentar a autoestima.

Texto escrito pela psicóloga Andreza Koslosk, uma das responsáveis pela Oficina de Memória da Vivere Bene – atividades para maiores de 60 anos.

Veja outros posts

10 de setembro de 2018

(In)dependência do Idoso

Já que o assunto deste mês é independência, vamos falar da independência dos nossos idosos? Tentaremos entender até onde ou até quando eles podem mantê-la, dentro de certa dependência que …

1 de setembro de 2014

Dia do Profissional de Educação Física

O dia do professor de Educação Física nos faz refletir um pouco sobre a profissão. Ser Professor de Educação Física é gratificante por poder realizar o seu trabalho com pessoas …

11 de outubro de 2013

Cientistas realizam tratamento que pode combater Alzheimer e Parkinson.

Confira a matéria do Jornal das Dez pelo site da Globo. Acesse o seguinte link para maiores informações: http://globotv.globo.com/globonews/jornal-das-dez/v/cientistas-realizam-tratamento-que-pode-combater-alzheimer-e-parkinson/2881176/

This error message is only visible to WordPress admins

Error: API requests are being delayed for this account. New posts will not be retrieved.

There may be an issue with the Instagram access token that you are using. Your server might also be unable to connect to Instagram at this time.