22 de dezembro de 2017

Um novo ano…

E lá se foi mais um ano… voando… e nem vimos passar, como costumamos dizer!

E parece sim, que o tempo voa, passando cada vez mais rápido. E o pior – ou o melhor – é que é pra todo mundo…

Não sei se por conta de toda tecnologia que nos consome dia a dia, se por todas as mil tarefas que tentamos realizar em um mesmo dia, mas o fato é que os minutos não são mais suficientes para tudo que queremos ou temos que fazer. E falando em o que “temos que” e o que “queremos”, vamos parar pra pensar em qual destes dois está dominando o nosso tão precioso tempo?

É claro que nossos deveres são importantes, mas devemos cuidar para que eles não se sobreponham demais ao que mais importa, de fato, em nossas vidas… E o que mais importa pra você?

Bom, pra mim, o que mais importa é estar próximo das pessoas que eu amo, meus amigos, minha família… Ás vezes posso não passar todo tempo que gostaria com eles, mas que esse tempo seja bem aproveitado eque estejamos presentes, de corpo e alma, em momentos de união e confraternização.

O final de ano nos faz sempre refletir sobre isso, não é mesmo?

Porque será que, quando chega dezembro, queremos ver todo mundo, fazer dezenas de jantares e encontros com todos, para “passar” o ano com a sensação de que estivemos com todos que importam!

Então, que tal uma resolução de ano novo em que o foco seja estar mais presente, mais vezes, na vida de quem realmente importa pra você?

Pense nisso! E que 2018 seja um ano de muito convívio, muita atenção e muitos encontros (:

Veja outros posts

16 de novembro de 2017

O amor nos tempos da velhice

É com grande satisfação que disponibilizamos a você um trechinho do capítulo do livro “Amor, desejo e gozo” – “O amor nos tempos da velhice”, escrito pela psicóloga Dra. Regina …

25 de maio de 2017

Direitos do Idoso

Você já ouviu falar no Estatuto do Idoso? Ele é um documento, mais especificamente uma Lei, instituída em 01 de outubro de 2003, destinada a regular os direitos assegurados às …

27 de novembro de 2014

Relações sociais, eram sociais.

O homem sentiu a necessidade de comunicar-se desde que começou a viver em sociedade, fosse para alertar sobre alguma coisa ou expressar sua cultura ou sentimento E a medida que …