5 de janeiro de 2017

Um novo ano

Um novo ano se inicia… E com ele começa um novo ciclo em nossas vidas. Para aqueles mais jovens, esses 365 dias podem parecer uma eternidade e demorarem a passar, mas naturalmente se aproveita intensamente cada momento vivido. Já para os “jovens há mais tempo”, este novo ano – dentre todos os que já foram vividos – vem a ser um breve período de novas – ou velhas – experiências a serem suavemente vivenciadas.

Um pouco de história
O “ano novo”, para nós ocidentais, tem origem em alguns anos antes de Cristo, no momento em que o imperador romano Julio Cesar decretou o 1 de Janeiro como o Dia do Ano Novo, mesmo que muitos outros dias, durante a Idade Média, tenham sido também considerados como o início de um novo ano.
Para culturas orientais, a data de início de um novo ano muda de acordo com as fases da lua ou a posição do sol. Na China, por exemplo, o ano novo começa na noite da lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo quinto grau de Aquário.

Crenças e simpatias
Você já parou pra pensar em quantas promessas e simpatias são feitas no dia de ano novo? Comer doze uvas, pular sete ondas, usar roupa branca são algumas das mais conhecidas “superstições”. Conheça um pouquinho de cada uma delas:

Doze uvas
Na Espanha, as pessoas têm costume de comer 12 uvas à meia-noite, uma para cada batida do relógio. O objetivo é comê-las antes do início do novo ano. Alguns acreditam que a doçura de cada uva prevê como cada mês será. Outros fazem um pedido a cada uva ingerida.

Romã
Sete sementes embrulhadas em uma nota de dinheiro, que deve ficar dentro da carteira até o dia seguinte, prometem atrair riqueza. Além disso, a fruta é símbolo de fertilidade e abundância.

Cores
Quem nunca se pegou pensando com que cor passaria o ano novo? O branco é o “preferido”, mas conheça o significado de cada uma delas:
Branco – paz
Amarelo – prosperidade
Azul – saúde
Verde – esperança
Rosa – amor
Vermelho – paixão
Laranja – energia

Sete ondas
Essa simpatia está ligada à Umbanda e tem como intuito homenagear Iemanjá. Acredita-se que ela, através de sua divindade, nos purifica e dá força para vencer os obstáculos que teremos que enfrentar no próximo ano. Portanto, ao pular as sete ondas, invocamos os poderes de Iemanjá para abrir nossos caminhos para o próximo ano.

Para finalizar… (ou começar)

O objetivo maior desta suave reflexão é nos fazer pensar sobre a real importância do “ano novo” para cada um de nós.
Independente de acreditar ou não em qualquer uma destas crendices, o mais importante está em acreditar que o novo ano trará coisas boas, sejam elas paz, saúde, amor, energia, fertilidade ou esperança.

Que seu novo ano comece cheio de energia e que cada dia seja uma conquista!

Feliz ano novo!

Texto escrito por Alessandra Nunes Lanzoni Privado – proprietária e professora da Vivere Bene – atividades para maiores de 60 anos.

Veja outros posts

6 de abril de 2016

Diabetes: diagnóstico, sintomas e tratamento

A Diabetes é, por definição, uma doença crônica que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o corpo não utiliza eficazmente a insulina que é produzida pelo …

6 de março de 2017

Dia da Mulher

Mulheres…. Muito se fala da modificação do papel das mulheres através dos tempos. E quanto mais o tempo passa, mais atribuições, qualidades, desejos e conquistas são empilhados sobre os ombros …

16 de setembro de 2014

Pilates na Terceira Idade

Há uma série de dúvidas em relação a prática do pilates, em especial, na terceira idade. Preparamos algumas questões que esclarecem um pouco sobre o tema. O que é o …