17 de maio de 2016

Osteoporose

A osteoporose é uma doença caracterizada basicamente pelo aumento da porosidade óssea que, consequentemente resulta na fragilidade dos ossos do corpo, facilitando a ocorrência de fraturas e lesões principalmente na região lombar a na cabeça do fêmur. O estágio anterior à osteoporose é chamado de osteopenia, fase em que os ossos já apresentam uma degeneração, mas ainda muito pequena, e que pode ser revertida.

Causas da osteoporose

Há diversos fatores que podem desencadear a osteoporose. São alguns exemplos:
– menopausa: neste período, ocorre uma alteração na produção dos hormônios que inibem a reabsorção óssea
– envelhecimento: ao envelhecer, naturalmente, diminuímos a produção de células ósseas
– hereditariedade: a doença é mais comum entre pessoas de origem asiática, magras, baixas e de pele clara
– fumo e álcool: estas são substâncias que aceleram o ritmo da perda óssea
– falta de ingestão de cálcio: o cálcio é fundamental para a manutenção da qualidade óssea

Sintomas e diagnóstico

A osteoporose normalmente não apresenta sintomas, mas pode ser percebida por dores na região da coluna lombar, diminuição de altura (resultante do comprimento das vértebras) e deformidade da coluna (cifose).
Além disso, pessoas que apresentam algum(s) dos fatores citados acima, devem realizar exames de rotina periodicamente, para acompanhar a situação de seus ossos. O exame mais indicado para diagnosticar a osteoporose e a osteopenia é a Densitometria Óssea.

Tratamento e prevenção

Como prevenção e tratamento da maioria das doenças, hábitos de vida saudáveis são, em geral o fator mais importante no caso da osteoporose. São eles:
– exercícios físicos adequados: caminhadas, exercícios de fortalecimento e alongamento muscular, exercícios de equilíbrio (para prevenir-se de quedas);
– alimentação balanceada: além da ingestão de alimentos ricos em cálcio (banana, leite e derivados, brócolis, sardinha, gergelim), deve-se evitar a ingestão excessiva de gordura, sal e refrigerantes de cola.
– evitar fumar e ingerir bebidas alcoólicas;
– Evitar locais e objetos que possam causar quedas;
– suplementação de vitaminas.

Cuide-se sempre! Porque bem estar não tem idade!

Veja outros posts

10 de setembro de 2018

(In)dependência do Idoso

Já que o assunto deste mês é independência, vamos falar da independência dos nossos idosos? Tentaremos entender até onde ou até quando eles podem mantê-la, dentro de certa dependência que …

3 de janeiro de 2018

Circuito 60+

Quem já vive a terceira idade sabe que com o decorrer dos anos, muitas coisas mudam, entre elas a capacidade de executar as tarefas da vida diária. O que antes …

5 de fevereiro de 2019

Como surgiu o Espaço Vivere Bene: Conheça a nossa história.

A Vivere Bene – atividades para terceira idade começou como um sonho de uma mãe e de uma filha, de promover um espaço multidisciplinar onde idosos pudessem manter-se ativos social e fisicamente. …