18 de abril de 2016

Você sabe quem foi Tiradentes?

Joaquim José da Silva Xavier, mais conhecido como Tiradentes, foi um dos principais líderes da Inconfidência Mineira, conspiração de natureza separatista, da então capitania de Minas Gerais, que ia contra a execução da derrama – confisco – bem como ao domínio real português.

Antes disso, trabalhou como minerador, mascate, dentista e farmacêutico, até se alistar à Capitania de Minas Gerias, onde se tornou comandante, chegando à posição de Alferes. Foi a partir daí que começou a se envolver com líderes de oposição ao domínio português.

Tiradentes é reconhecido como mártir da famosa Inconfidência Mineira, por ter sido o único inconfidente sentenciado à morte, em 21 de abril de 1792. Sua sentença foi proferida pelo crime de “lesa-majestade”, em que considera-se traição ao Rei, conforme texto abaixo:

“JUSTIÇA que a Rainha Nossa Senhora manda fazer a este infame Réu Joaquim José da Silva Xavier pelo horroroso crime de rebelião e alta traição de que se constituiu chefe, e cabeça na Capitania de Minas Gerais, com a mais escandalosa temeridade contra a Real Soberana e Suprema Autoridade da mesma Senhora, que Deus guarde.
MANDA que com baraço e pregão seja levado pelas ruas públicas desta Cidade ao lugar da forca e nela morra morte natural para sempre e que separada a cabeça do corpo seja levada a Vila Rica, donde será conservada em poste alto junto ao lugar da sua habitação, até que o tempo a consuma; que seu corpo seja dividido em quartos e pregados em iguais postes pela estrada de Minas nos lugares mais públicos, principalmente no da Varginha e Sebollas; que a casa da sua habitação seja arrasada, e salgada e no meio de suas ruínas levantado um padrão em que se conserve para a posteridade a memória de tão abominável Réu, e delito e que ficando infame para seus filhos, e netos lhe sejam confiscados seus bens para a Coroa e Câmara Real. Rio de Janeiro, 21 de abril de 1792, Eu, o desembargador Francisco Luiz Álvares da Rocha, Escrivão da Comissão que o escrevi. Sebão. Xer. de Vaslos. Cout”

Em 1965, durante a primeira fase do regime militar no Brasil, o marechal Castelo Branco, então presidente da República, para reforçar essa imagem de Tiradentes, foi sancionando a Lei Nº 4. 897, de 9 de dezembro, que instituía o dia 21 de abril como feriado nacional e Tiradentes como, oficialmente, Patrono da Nação Brasileira.

Veja outros posts

11 de junho de 2015

DIA DOS NAMORADOS

O amor, ah o amor! Acho muito interessante a forma como o amor evolui dentro das nossas mentes e dos nossos corações… No início de um relacionamento tudo é maravilhoso. …

8 de maio de 2014

Sinal vermelho: descubra quando é o momento de parar de dirigir

Se há algo que preocupa muitas pessoas quando estão chegando à terceira idade, ou entre aquelas que já chegaram, é sobre o período em que precisarão parar de dirigir. Afinal, …

11 de setembro de 2014

A idade e o Ultraman – reflexões Marise Junqueira

Hoje acordei cedinho, num daqueles dias lindos de primavera. Dia de céu azul pálido e brisa calma. Estava cansada da semana turbulenta que o cotidiano os impõe, ou melhor, que …